Skip to content

As Quatro novas canções dos Pixies

11 de Setembro de 2013
Foto: Agência Reuters

Foto: Agência Reuters

Eles acordaram! Depois de um hiato de 22 anos sem lançar material inédito, o último foi o álbum “Trompe Le Monde”, os Pixies saíram da hibernação criativa e lançaram, na manhã de 3 de setembro, um EP com quatro músicas inéditas. A banda americana já havia dado um  primeiro sinal de que estava voltando a criar quando lançou no último mês de junho a canção “Bagboy“.

As canções “Andro Queen”, “Another Toe In The Ocean”, “Indie Cindy” e “What Goes Boom” foram gravadas no Rockfield Studios, no País de Gales, com a produção de Gil Norton, que trabalhou com a banda anteriormente nos discos “Doolittle”, “Bossanova” e “Trompe Le Monde”. Segundo o New York Times, esse é o primeiro material de uma série de vários lançamentos que a banda planeja soltar nos próximos quinze meses. Kim Deal participou do início das gravações desse novo material, mas disse que não poderia continuar. Com isso, Simon Archer assumiu o baixo até o termino das gravações. Mas o posto será de Kim Shattuck durante a turnê.

Para divulgar o novo trabalho, o grupo tem uma série de shows  agendados pela Europa, onde o primeiro será realizado no dia 25 de setembro em Londres no iTunes Festival.

O chamado EP1 pode ser adquirido na página da banda na web numa versão limitada em vinyl. Segue abaixo um breve comentário de cada faixa.

“Andro Queen”

A canção começa com a batida seca do bumbo acompanhando um efeito meio espacial, meio robôtico, que junto com cada acorde tocado pela guitarra, também cheia de efeito (talvez um chorus?), faz uma “cama” para a voz de Frank Black. Numa segunda parte da música, quando entra o violão, a bateria alterna momentos de marcação com uma levada marcial. Tais efeitos e levadas na canção são elementos principais para criar o clima robôtico, monarquico e espacial citado na letra e no título da faixa.

“Another Toe In The Ocean”

A composição mais interessante para mim. O conjunto sonoro não é muito parecido com as composições antigas dos Pixies. Mas todos os elementos identificavéis do som deles se encontra nessa canção. Tem o momento baixo conduzindo a canção, só que dessa vez com um peso interessante e atual; o violão fazendo a sua levada simples e melódica; e no final da canção, aquela acelerada clássica da bateria junto com os “gritos” ou “lamentações” – se você preferir – da guitarra solo de Joey Santiago.

“Indie Cindy”

Canção com elementos de Surf music. Começa nessa levada, entra um riff com efeito à la Dick Dale em rotação bem lenta, tipo “aprenda a tocar esse riff”. Mas na parte final, retorna ao campo dos surfistas. Aliás, uma ótima canção para relaxar vendo o mar. Combina perfeitamente.

“What Goes Boom” 

A música mais rock, mais pesada do EP. Formada por opostos. A canção começa com um riff distorcido, curto e repetitivo, sustentado pela batida seca e acelerada da bateria de Davi Lovering. Em seguida, a guitarra se acalma (as cordas da guitarra são abafadas) deixando a música bem mais leve em contraponto com o peso do início.

Em resumo, as quatro canções são boas. E mostram um novo direcionamento musical da banda sem perder a sua identidade.

capa

download2

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: